quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Mensagem sobre o "fim do mundo"


João Pedro Freddi Bassoli

Antes de perguntar quando vai ser o fim do mundo, deveríamos perguntar o que é o fim do mundo. E se o fim do mundo estiver na sua frente? E se o fim do mundo for todos os dias? Pelo menos pra mim o fim do mundo é toda hora. 

O fim fim do mundo é a hipocrisia, é o moralismo barato e é a impotência de quem julga. O fim do mundo é a pobreza e é a riqueza de quem não tem nada. O fim do mundo é a violência gratuita, é a ira do dia a dia e a revolta de quem não se revolta.

O fim do mundo é o fim da contestação, é aceitar tudo que nos é dado como se o mundo viesse pronto e nada pudéssemos fazer. O fim do mundo é o fim da poesia, o fim da criatividade, é o Ctrl+c Ctrl+v que já saiu da máquina e veio para o homem.

O fim do mundo é o fim do amor, é o fim da sensibilização com quem vive e o começo da sensibilização com quem atua na novela. O fim do mundo é inoperância de quem escreve, por não conseguir fazer nada além de se refugiar no mundo das palavras.

Por fim, o fim do mundo é o mundo. Mas na boa, feliz fim do mundo! Já tá em tempo da gente construir um novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário